Yom Hazikaron – Dia da Memória

Mais uma vez o Povo de Israel vai parar e marcar a memória dos heróis da nação com um dia solene que é conhecido em Israel como o Yom Hazikaron. Este é o dia civil mais triste do país, que é seguido pelo dia civil mais feliz da nação, o Dia da Independência.

Ao cair da tarde, no começo da noite, a sirene vai soar em todo o Estado de Israel e todos vão parar, sejam nas estradas, nas calçadas ou mesmo nos supermercados. Inclinarão suas cabeças até que a sirene para de soar. Todos os anos o Povo de Israel lembrar e honra aqueles que no derramar de seu sangue, ajudaram a defender o país.

Hoje por volta às 20:00 soou em todo o Estado de Israel a sirene que marca o início do dia mais triste para o Estado de Israel, nele o país lembra a queda de seus heróis que foram mortos durante a Guerra da Independência do país, todas as guerras desde então e todos os mortos em atentados terroristas, ao seu toque os veículos param, as pessoas saem dele e inclinam suas cabeças em respeito à aqueles que deram suas vidas pela nação de Israel. Junte-se a nós neste dias, lembrando que o dia seguinte, ao por-do-Sol é o dia mais alegre de todos os dias civis em Israel onde o país estará comemorando 70 anos desde a sua fundação em 1948, um verdadeiro milagre da era moderna.

O Dia do Memorial ou da Memória é um dos dias mais importantes do nacionalismo judaico, ele marca a memória coletiva daqueles que perderam suas vidas defendendo o país ou morreram simplesmente por serem judeus e por isso foram atacados e assassinados em atentados terroristas.

Neste dia o Povo de Israel chora os seus entes queridos, os heróis da nação, lembra e honra aqueles que morreram defendendo o país, no derramar de seu sangue há a ressurreição de uma nação.

Durante a manhã e a tarde seguinte, milhares de parentes das vítimas vão velar seus perdidos em combates e atentados no cemitérios de Israel, e ao final da Tarde, começo da noite(ou seja um novo dia em Israel), após as 20:00 hs se inicia o dia da Independência de Israel.

O dia termina com a cerimonia de encerramento do Dia da Lembrança as 20:00 no Muro das Lamentações, na cidade de Jerusalem, onde as bandeiras do Estado de Israel ficam a meio-mastro. Durante o evento, ou seja, a cerimônia, estão presentes o Primeiro Ministro de Israel, o Ramat Kal, ou seja, o Comandante Geral das Forças de Defesa de Israel, o Presidente e Parlamentares além de celebridades e parentes das vítimas além de um grande corpo de soldados que participam do evento que é transmitido em cadeia nacional.

Israel estará lembrando seus mais de 23 mil mortos nas guerras e atentados terroristas, Adonai conhece o nome de cada um deles, abençoada sejam a sua memória!