21% dos israelenses abaixo da linha da pobreza, sem os subsídios corona – o padrão de vida teria caído

É importante salientar que os preceitos de pobreza em Israel são bastante diferentes dos no Brasil. Mesmo assim, 21% ser considerado pobre em um país como Israel é algo que se nota claramente na sociedade. Ou seja, 1 a cada quatro pessoas é pobre, o relatório foi divulgado na imprensa hoje pelo Instituto Nacional de Seguros, conhecido como Bituach Leumi.

O padrão de vida em 2020 aumentou 2,4%, mas se não fosse pela coroa, doenças e subsídios do governo – teria caído cerca de 10% – o Instituto Nacional de Seguros estimou em seu relatório anual de pobreza. O relatório mostra que no ano passado houve uma diminuição no número de pobres, e sua taxa é estimada em 21% da população – em comparação com cerca de 21,6% em 2019. “A praga corona e seu enfrentamento levaram a 2020 para uma grave crise econômica “, disse o relatório. “O impacto sobre a renda econômica atingiu a maior parte da população trabalhadora, mas as populações mais afetadas foram as que estavam fragilizadas no mercado de trabalho – cujos salários eram baixos ainda antes da crise”.

Deixe um comentário

3 × três =