Hagar (Agar) e Ismael, uma questão de justiça e de graça

Shalom para todos desde Sião.

Este artigo nasceu como uma resposta aos muitos questionamentos a respeito de um do casos mais intrigantes de toda a Bíblia, Hagar (Agar em português) e Ismael. Obrigado especial a Abigail pelo questionamento novamente sobre o assunto. Venho nele tentar esclarecer alguns detalhes baseado na tradição, no Hebraico bíblico e principalmente, no contexto do relato bíblico. Quem eram e por que motivos foram expulsos da presença de Abraão e Sarah.

O fato é que que Hagar – הגר – e não Agar conforme escrevemos em português. Jamais deveria ser mulher de Abraão, ela foi dada como escrava de Sarah. Talvez como compensação pelo que havia ocorrido no Egito, quando o casal Abraão e Sarah desceram para lá.

Benjamin West, Metropolita Museum – Hagar e Ismael

Conforme creio, ser filho não é uma questão genética, nem mesmo na Bíblia. Temos diversos relatos disso, mas não vou citar os versículos aqui, por que não é necessário, mas vou alguns casos como o Rei Zedequias, que é chamado de filho mas de fato é sobrinho. Jesus que era filho genético de Maria mas é chamado de filho de José e da descendência de Davi por José, sendo que não tinha sangue de José.

Ismael, geneticamente não era filho de Sarah, mas sim de Abraão. Mas o fato é que filho de fato, ele não era de nenhum dos dois. Era filho apenas de Hagar, ele cresceu com ela e assimilou sua forma de pensar e seu estilo de vida, como egípcia e não como hebréia. Não sabemos de fato o significado real do nome Hagar, mas provavelmente é a junção de duas palavras = Ha Gar ou Ger, ou seja, a estrangeira. Bem como ela, Ismael cresceu assim, se comportava assim e seus descendentes também continuaram se comportando como tal, como estrangeiros, sem a mentalidade dos Hebreus, mantendo a mentalidade egípcia.

Gen. 21:8 ‏ וַיִּגְדַּ֥ל הַיֶּ֖לֶד וַיִּגָּמַ֑ל וַיַּ֤עַשׂ אַבְרָהָם֙ מִשְׁתֶּ֣ה גָד֔וֹל בְּי֖וֹם הִגָּמֵ֥ל אֶת־יִצְחָֽק׃

‎Gen. 21:9 ‏ וַתֵּ֨רֶא שָׂרָ֜ה אֶֽת־בֶּן־הָגָ֧ר הַמִּצְרִ֛ית אֲשֶׁר־יָלְדָ֥ה לְאַבְרָהָ֖ם מְצַחֵֽק׃

‎Gen. 21:10 ‏ וַתֹּ֙אמֶר֙ לְאַבְרָהָ֔ם גָּרֵ֛שׁ הָאָמָ֥ה הַזֹּ֖את וְאֶת־בְּנָ֑הּ כִּ֣י לֹ֤א יִירַשׁ֙ בֶּן־הָאָמָ֣ה הַזֹּ֔את עִם־בְּנִ֖י עִם־יִצְחָֽק׃

‎Gen. 21:11 ‏ וַיֵּ֧רַע הַדָּבָ֛ר מְאֹ֖ד בְּעֵינֵ֣י אַבְרָהָ֑ם עַ֖ל אוֹדֹ֥ת בְּנֽוֹ׃

‎Gen. 21:12 ‏ וַיֹּ֨אמֶר אֱלֹהִ֜ים אֶל־אַבְרָהָ֗ם אַל־יֵרַ֤ע בְּעֵינֶ֙יךָ֙ עַל־הַנַּ֣עַר וְעַל־אֲמָתֶ֔ךָ כֹּל֩ אֲשֶׁ֨ר תֹּאמַ֥ר אֵלֶ֛יךָ שָׂרָ֖ה שְׁמַ֣ע בְּקֹלָ֑הּ כִּ֣י בְיִצְחָ֔ק יִקָּרֵ֥א לְךָ֖ זָֽרַע׃

Em Genesis 21:9 A palavra destacada é Metzachek, e esta palavra tem duplo sentido, um deles é brincar, mas no contexto da disputa, o sentido real é rir e debochar, ou seja, demonstra o profundo desprezo de Ismael por seu irmão mais novo.

Talvez este seja o motivo do desespero de Sarah, e o motivo pelo qual Abraão aceitou sob a orientação de Adonai, mandá-la embora. Imaginem o filho legítimo, sendo mais novo, sendo desprezado e vivendo debaixo da sorte de seu irmão mais velho. Sendo que no passado, o status de Ismael era de bastardo. Sendo que se um bastardo reinasse sobre um filho legítimo, seria um grande abalo na ordem social do mundo de então.

Segundo uma interpretação rabínica do בראשית רבה = Bereshit Raba. Hagar seria uma das filhas de Faraó, o mesmo do caso com Sarah, e teria lhe sido dada como compensação pelas ofensas feitas a Sarah. Este seriam também um dos motivos de Abraão ter saído tão rico do Egito. Mas não gosto de me basear no que está na Bíblia, dela podemos extrair tudo o que precisamos e devemos aprender.

Se lermos bem o texto da exclusão de Hagar e Ismael, percebemos que a briga foi gerada em torno do orgulho, do sentimento de superioridade de Ismael e Hagar. Hagar provavelmente era bem mais nova, mais fértil, teria muitos anos pela frente com Abraão, quando sara já estava quase definhado. Agora imaginem, Ismael, um filho mais velho, um primogênito, fruto da carne, fruto do desejo de Sarah de satisfazer a necessidade de seu marido de ter um herdeiro. Antes ela estava desacreditada que ainda poderia ser mãe, entregando sua serva ao seu marido. Depois que gerou a Isaque, com o desprezo de Hagar e Israel ela sentia que nem mesmo o milagre divino mudaria o destino de seu filho.

Abraão inicialmente não entende o pedido de sua esposa amada, mas o fato é que o próprio Adonai teve que interver para mostrar que não era uma questão de misericórdia, mas sim de justiça. Nós seres humanos até conseguimos entender o que é misericórdia e conseguimos até mesmo praticá-la, mas não sabemos exatamente o que é justiça, e com certeza não conseguimos praticá-la de forma plena.

Adonai estava revelando a Abraão que não se tratava apenas de questões materiais, mas questões mais profundas, sobre o direito de herança, sobre princípios de dignidade , mas principalmente uma questão de justiça e de algo que Abraão desconhecia, o futuro espiritual da Humanidade. Portanto, a questão da misericórdia, Adonai estava falando para Abraão ficar de lado, ELE mesmo estava se responsabilizando pelo futuro de Hagar e de Israel. A tal ponto que prometeu que eles se tornariam uma grande nação.

Misericórdia X Justiça

A história a seguir, descrita, todos nós conhecemos, o livramento sobrenatural de Ismael e Hagar no deserto, seu casamento com uma egípcia e a grande nação árabe que surgiu após este episódio.

Neste relato bíblico das gerações de Ismael e seus príncipes, entendemos que Adonai não só foi misericordioso com Hagar e Ismael, ele também foi justo, eles voltaram as suas origens, ou seja, ao seio da cultura egípcia, mas também ao seu status social anterior, pois os 12 príncipes de Ismael dando a ele o estados de patriarca = rei dos ismaelitas, assim como os doze príncipes, os chefes das tribos de Israel o tornaram-no como status de patriarca = rei.

Sendo assim, ambos os filhos herdaram, mas não herdaram um com o outro. Ismael herdou por causa da justiça e misericórdia de Deus para com ele e sua mãe. Isaque herdou por causa da justiça, da misericórdia e da graça de Deus não somente por Abraão, Sarah, Isaque, Rebeca e Jacó, mas principalmente pelo Povo de Israel e por toda a Humanidade.

en. 22:16 e disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor, porquanto fizeste isto, e não me negaste teu filho, o teu único filho,

Gen. 22:17 que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;

Gen. 22:18 e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.

Creio que Hagar e Ismael tem muito a nos ensinar sobre como devemos viver. Podemos tentar arrancar por “direito” bençãos materiais, herança, promessa, sucesso, prosperidade, enfim, tudo que todos nós desejamos. Deus pode até nos conceder, pois ELE nos ama e tem misericórdia de nós. Mas se queremos ser realmente ser abençoados e sermos bençãos, jamais poderemos nos agarrar em nossas qualidades, em nossa genética, em nossas capacitações, em nossos talentos, ou até mesmo no que pensamos ser justo que alcancemos.

A fórmula para fazermos parte dos propósitos mais extraordinários que Deus tem para as nossas vidas é aquilo que Sarah e Abraão, levaram muito tempo para entender. Quando nossas tentativas esgotam, quando nossa compreensão esgota, quando nosso corpo já é incapaz. Então chegamos no momento em que somente ELE pode realizar o seu real propósito para as nossas vidas. Enfim, quando nos despimos de nossa natureza, nos esvaziamos de nosso ego e entendimento, é neste instante que somos agraciados pelo Eterno com a verdadeira Graça e Justiça que vem do alto.

1 comentário em “Hagar (Agar) e Ismael, uma questão de justiça e de graça”

  1. Shabat shalom….e verdade …as vezer não cremos e confiamos tudo a Deus como Sarai e Abraão….co.o tet um filho de uma mulhuer esteril e ja sem o costume das mulhres(a menstruação) era imposivel aos olhos humanos nunca viram antes isso. Mas ja outras mulheres esteril davam suas servas pra ter filhos do marido…tbm leia fez. Mas D4us mostra q nada e imposivel para ELE q ê Deus….no seu tempo cumpriu…e Sarai se alegou porq esta era a vontade da desendencia de um povo. E Hagar egipcia foi abencoada por eles não crerem no q Deus pode fazer e viram. E ismael tbm casou com egipcia e foi abençoado mesmo com sangue egipsio….mas Deus queria uma desendencia hebreia e disse; abençoado sejam os q te abencoar e amaldicoados serão os q te amaldiçoar e sua desendencia…tbm herdei essa bênção. O espirito de Deus fez maravilhas a uma virgem. DEUS É DEUS.

Os comentários estão encerrado.