Introdução do valor dos números na Kabalah

Poder espiritual para cada número

Sabe-se que cada letra possui um número representativo. Segue-se, portanto, que o homem é influenciado tanto pelas letras quanto pelos números que aparecem em seu nome hebraico e data de nascimento. Mas, para entender o poder dos números, explicarei um pouco sobre seu significado e interioridade. Todo o mundo material depende e se relaciona com os números para sua existência, uma vez que eles formam a base da compreensão das formas materiais no mundo. Conseqüentemente, na raiz de todas as coisas terrenas está o número, e a matéria sempre será expressa como um número em uma combinação geométrica ou matemática em uma linguagem que pode ser formulada numericamente. Qualquer mudança ou apresentação no mundo da matéria (física) pode ser descrita em números: áreas, linhas, alturas e assim por diante. Conseqüentemente, não pode haver continuidade e continuidade sem números.

A sabedoria da Cabalá, por outro lado, afirma que o narrador é o começo de tudo e tem o poder de revelar uma realidade espiritual mais profunda do que a física. Para o método da Cabalá, cada número e letra tem um denominador comum necessário e cada letra tem uma gematria que simboliza o poder espiritual. Ou seja, em nome do homem não reside apenas o poder das letras, mas também o valor numérico das letras. Um breve exemplo: O valor da letra M na gematria é 40. O número 40 simboliza convulsão, purificação e mudança: conforme citado na Bíblia: Os filhos de Israel estiveram no deserto por 40 anos, o dilúvio durou 40 dias e 40 noites na terra, somente após 40 dias da concepção é que uma mulher grávida é chamada de mãe, e assim por diante.

Da mesma forma, também pode ser vista a letra V, que tem o valor 6 na gematria. 6 simboliza a dimensão da matéria que só pode se mover em seis direções: para cima, para baixo, para frente, para trás, direita e esquerda. Os sábios da Cabala explicam que o número sete representa a espiritualidade ilimitada que existe na criação e no homem e, como tal, expressa a espiritualidade que impulsiona a matéria. Ou seja, assim como o corpo humano é material e tem seis lados, a alma que é a sétima parte revive o corpo e lhe dá a força vital.

Dez: o inteiro

No Livro da Criação aprendemos que tudo consiste em dez esferas que são uma expressão da concepção humana de maneira, formas de liderança e encarnação do Criador no mundo. Na linguagem da Cabalá, os números não são sinais matemáticos definidos, mas são códigos de caráter, variedade e significado qualitativo. Portanto, se houver dez contagens, deve haver um significado ideológico por trás do número. Ou seja, o número dez não existiria se não fosse precedido por todos os números anteriores, e todos os números estão ligados entre si como uma cadeia “e dão à luz” uns aos outros, mas ainda permanecem como unidades independentes únicas no espaço .

Na literatura Cabalística, o número 10 é chamado de ‘inteiro’. O significado especial do número 10 reside no fato de que ele conduz a base matemática do método decimal usado em nossas vidas. Da mesma forma, todo o sistema de literatura é construído em uma base decimal. Livros antigos da Cabala, como as escrituras arianas, os Pardes, Dach Emunah e outros, discutem a razão pela qual toda a criação é fundada e administrada por dez sefirot, cada uma das quais consiste em dez números e assim por diante.

Em fontes anteriores, há uma referência ao número mil como o inteiro. O Midrash “Bereishit Rabba” indica que o número 1000 está escrito “Alef” e ao contrário as letras “Fala”, neste há uma alusão ao nome do Criador e sua unidade.

O hassidismo ensina que os números expressam e ilustram os quatro mundos: a unidade (1-9) representa o mundo do fazer, as dezenas o mundo da criação, as centenas o mundo da criação e os elfos o mundo da nobreza.

Assim, na teoria da Cabala, o uso de números e métodos matemáticos como meio de compreender os sistemas de destino e sorte existe, tanto na vida pública quanto na vida do indivíduo. Questões como atraso no acasalamento, má sorte, meios de subsistência difíceis, insucesso e coisas semelhantes, são examinadas, medidas e examinadas com precisão milagrosa e surpreendente em face da verdade das coisas. A Cabala disponibiliza ao homem a orientação, as ferramentas e o caminho para sair das trevas para uma grande luz. Aquele que sente bloqueios e atrasos em sua vida certamente pode melhorar, fortalecer e elevar o poder da sorte de maneiras puramente espirituais. As mudanças não demorarão a chegar, e você certamente verá que a sorte iluminará seu rosto e que o sucesso e a abundância virão para você também.

A numerologia moderna (Pitágoras) lida principalmente com o método das reduções, mas esta Cabalística enumera mais de cem métodos diferentes de cálculo para cada questão. É profundo, arraigado, sagrado e preciso acima de qualquer outro método. A numerologia cabalística é uma lógica que investiga a verdade absoluta usando um número para ilustrar a ideia e expô-la por meio da lógica. Este fenômeno se repete na literatura Cabalística, na qual os termos multissistêmicos podem ser representados por meio de um número, que se originam na concepção Cabalística da realidade baseada em ‘círculos e honestidade’ (0, 1), conforme declarado nos escritos de “Árvore da Vida”. O uso de números com o propósito de compreender e aprender a realidade criada existe no mundo da Cabala há milhares de anos. Baseia-se em um vasto conhecimento que foi acumulado ao longo das gerações e forma uma ponte entre o mundo material e o mundo espiritual.

Fonte: Mako

Deixe um comentário