Metula, uma cidadezinha encantadora em Israel

A Cidade de Metula está localizada na fronteira norte do Estado de Israel e o seu limite é a fronteira com o Líbano. Localizada no norte do Vale de Hulah, em uma depressão entre o Monte Hermon e os Montes Anti-Líbano, esta cidadezinha goza de um excelente clima durante o ano inteiro.

Metula conta com apenas 1600 habitantes e belíssimas casas no estilo europeu, feitas de pedra e com telhado bastante inclinado por causa das chuvas e da neve que cai na região. Com pouco menos de 10 km² de área, a sua volta estão reservas naturais com riachos e cachoeiras que correm água o ano todo. O principal dos riachos é o Ayun, que brota quilômetros acima no Líbano.

Metula foi fundada em 1896, depois que o Barão de Rothschild comprou as terras da região de um cristão libanês da cidade de Sidon. o Barão de Rothschild também ajudou aos colonos, mas por causa dos constantes ataques na região, a cidade sofreu muito, pois os dominadores eram os franceses e faziam muito pouco ou nada, para conter os Beduínos, Sírios e Circassianos, que atacavam os vilarejos judaicos, saqueavam e até matavam os novos colonos.

Após a conquista de Israel em 1948, a região se acalmou, mas ao longo da história, mesmo com a volta dos antigos moradores e os novos que se ajuntaram, a cidade ainda sofre por causa da proximidade com a fronitera libanesa. Em tempo de conflito, a cidade é alvo constante de ataques do Hezbollah. Nos últimos anos, a região goza de uma tranquilidade sem precedentes desde o final da Segunda Guerra do Líbano em 2006.

A cidade é uma excelente opção para quem quer se hospedar não muito distante do Monte Hermon, mas não subir a montanha para ter o privilégio de fazê quando for esquiar nos dias de inverno. Além disso, sua localização é muito próxima de diversos sítios arqueológicos e bíblicos e primeiro escalão. Metula está a poucos quilômetros de Tel Dan, Banias – Cesareia Felipe, Horvat Omrit e uma centena de metros de Abel Beit Maaca.

Em sua próxima jornada na Terra Santa, não deixe de visitar esta cidadezinha encantadora no extremo norte de Israel.

Desde Sião,

Miguel Nicolaevsky

Deixe um comentário