Os Falsos Profetas

A Palavra de Deus nos alerta a ficarmos atentos quanto aos cumprimento profético. Estamos publicando aqui as Profecias do fim dos tempos que se cumpriram. Nosso desejo é publicar o máximo possível para que estejamos cientes de que o tempo está realmente próximo. Como está escrito: Às Portas! Então vamos vigiar.

“Porque haverá então uma tribulação tão grande, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem jamais haverá. E se aqueles dias não fossem abreviados, ninguém se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.”

Mateus 24:21–24 ALMEIDA

Este sinal já se cumpriu no passado e está se cumprindo novamente em nosso tempo. Por volta do ano 70 da Era Cristã, o Povo de Israel passou por um período de grande tribulação, como tal não havia passado naquela época. Naquele tempo muitos dos crentes que passavam por perseguições por parte dos dos judeus, e posteriormente por parte dos romanos, questionavam se o retorno de Yeshua estava próximo, mas os discípulos se levantaram para advertir que ainda não era a hora.

No final do século XIX, muitas religiões começaram a achar que este tempo estava chegando, a expectativa de um novo século levou-os a apregoar que já estavam no tempo da tribulação. No começo este pensamento era bastante radical com os líderes de seitas como os mórmons e os adventistas que até marcaram datas para o retorno do Messias, ignorando os versículos a seguir:

“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai.”

Mateus 24:36 ALMEIDA

Nos dias de hoje podemos ver pessoas que se dizem profetas, bispos, patriarcas, semi-deuses, tudo para pedir dinheiro dos fiéis. Eles usam a Palavra de Deus para justificar arrancar o máximo possível de dinheiro dos crentes. São mentirosos, gananciosos, e para eles está reservado o fogo do inferno.

Falsos Profetas por todos os lados e de formas diferentes

Neste tempo, cerca de mais de 100 anos após os primeiros falsos profetas apregoarem novas religiões na Europa e nos Estados Unidos, estamos em um tempo ainda mais difícil, pois não somente novas igrejas, mas muitas novas e falsas doutrinas tem se espalhado pelo mundo a fora.

Alguns prometem a prosperidade, outros prometem curas, outros prometem doutrinas exclusivas, segredos ocultos na Bíblia Hebraica, tudo para atrair o foco para si e não para quem realmente deve estar, Yeshua, o Redentor. Temos vivido um tempo em que o Papa se abraça com líderes espíritas, islâmicos e todo tipo de gente que adora falsos deuses, somente para ser politicamente correto. Este é um tempo difícil e os falsos profetas andam por ai, atraindo milhões para a perdição.

Falsos Profetas e a Apostasia marcam o início do FIM

Igualmente hão de surgir muitos falsos profetas, e enganarão a muitos; e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

Mateus 24:11–14 ALMEIDA

Este é um grande alerta que Yeshua deixou para nós, devemos ficar atentos e sermos sábios, não nos deixar levar por cada pessoa que apregoa doutrinas que não estão de acordo com os princípios autênticos da Palavra de Adonai. Gente que utiliza-se de achismos teológicos baseados na falta de conhecimento profundo das escrituras, apregoando “mistérios” que de fato são instrumentos de perdição. A Palavra de Adonai nos chama de volta para a simplicidade maravilhosa das Boas Novas de Yeshua Hamashiach:

Ora, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos. nem muitos os nobres que são chamados. Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes; e Deus escolheu as coisas ignóbeis do mundo, e as desprezadas, e as que não são, para reduzir a nada as que são; para que nenhum mortal se glorie na presença de Deus.

I Coríntios 1:26-29 ALMEIDA

Desde Sião, Miguel Nicolaevsky