Árabe linchou judeu, foi tirar férias em Eilat e acabou preso

Um morador de Jaffa, de 27 anos, foi preso sob suspeita de atacar um soldado com pedras em tumultos na cidade há cinco dias. O suspeito foi localizado em Eilat depois de fugir. A polícia vai pedir uma prorrogação de sua detenção. No fim de semana, dois suspeitos do grave ataque ao calçadão de Bat Yam também foram presos

Os motins também continuaram hoje. Um jovem judeu foi levemente ferido por um lançamento de pedra perto de Ariel. O jovem aparentemente tentou confrontar os manifestantes e chegou a Ariel, onde foi tratado por médicos do MDA que o evacuaram para o Hospital Beilinson em Petah Tikva.

O soldado foi atacado na Jerusalem Boulevard em Jaffa na última quinta-feira. Sua condição foi inicialmente definida como leve, mas posteriormente o Hospital Ichilov experimentou uma deterioração em sua condição, que foi definida como grave. Ele sofreu um ferimento na cabeça e foi admitido na sala de cirurgia.