Dois palestinos foram salvos do Mar Morto após 8 horas

Salvos do Mar Morto – Uma grande força de policiais, combatentes das Forças de Defesa de Israel e voluntários localizou nesta madrugada, dois jovens, um de Ramallah e outro de Belém que passaram cerca de oito horas no coração do Mar Morto. Eles foram levados para tratamento em boas condições pelo Crescente Vermelho.

Os dois palestinos entraram por volta das 19 horas para se banhar em uma praia sem salva-vidas, quando naquele momento ventava forte para oeste. Por volta das 03:00 da manhã, os dois foram identificados com a ajuda de um drone aquático a cerca de 2 km da costa. Um barco particular chegou ao local e transferiu os banhistas palestinos para a costa, onde receberam tratamento médico inicial de um paramédico da unidade de resgate dos “Pergaminhos do Mar Morto” (Megillot Yam HaMelach), a associação de vilarejos judaicos na região norte do Mar Morto. Mais tarde foram transferidos paraa tratamento em suas cidades pelo Crescente Vermelho em boas condições.

Um interrogatório dos socorristas revelou que eles chegaram para passear de férias de Ramallah e de Belém e permaneceram na água com salinidade de 34% por cerca de oito horas por causa do vento intenso.

Voluntários da unidade de resgate Megillot Yam HaMelach, skimmers, unidade de resgate Ein Gedi, exército e forças policiais, dois helicópteros da polícia e equipes do MDA participaram da operação de resgate. Felizmente nada de grave aconteceu. No início da semana uma mulher de 50 anos, entrou em pânico no Mar Morto engolindo uma grande quantidade de água salgada mesmo sem afundar, ela foi retirada para tratamento em estado grave. No Mar Morto é impossível afundar por causa da densidade de sal, mas quando pessoas entram em pânico, elas mesmo jogam sobre si água salgada, engolindo-a, o que pode se tornar muito perigoso.