Ex-agente do Mossad ofereceu ajuda a esposa de príncipe jordaniano em cativeiro

Mais uma vez, as informações divulgadas hoje surpreendem o quanto o Mossad, a Agência de Inteligência de Israel está por dentro do que acontece nos países vizinhos, pelo visto, muitas vezes, mais que as agências de inteligência destes países.

O site de notícias Ammon, afiliado à família real jordaniana, relatou que o homem que ofereceu resgate à esposa do ex-regente Príncipe Hamza é israelense, ex-funcionário do Mossad. Uma fonte importante do reino forneceu as informações que emergiram da investigação dos serviços de inteligência na Jordânia.

Em uma entrevista coletiva à tarde, o vice-primeiro-ministro da Jordânia, Ayman Safdi, afirmou que as pessoas ao redor do príncipe Hamza estiveram em contato com “elementos estrangeiros” para realizar qualquer conspiração que pudesse minar a estabilidade do reino.

Safdi acrescentou que uma agência de inteligência estrangeira contatou a esposa do príncipe e se ofereceu para resgatá-la e ao príncipe do país usando um avião que seria colocado à disposição deles.

Segundo uma informação divulgada pelo Ministro do Exterior da Jordânia, o ex-regente Príncipe Hamza, teria entrado em contato com uma outra agência de inteligência de um país do Golfo Pérsico, a maior suspeita pode ser o Irã, que tenta de todas as formas, desestabilizar a região em torno do Estado de Israel.

O Príncipe Hamza divulgou hoje que “não está em prisão” mas sim em uma prisão domiciliar, e a rainha Nur, esposa do falecido Rei Hussein, declarou a impressa que seu filho não está envolvido com a conspiração, mas o fato é que ele está detido. Durante as últimas décadas não foram poucas as cooperações entre os serviços de inteligência israelenses e jordanianos, e pelo visto a proposta visava poupar a princesa de uma possível prisão junto com seu marido.

Fonte: YnetNews, IsraelHayom, Kan

1 comentário em “Ex-agente do Mossad ofereceu ajuda a esposa de príncipe jordaniano em cativeiro”

Os comentários estão encerrado.