Israel liberou dois jordanianos envolvidos em onda de violência

Depois que o Ministério das Relações Exteriores da Jordânia anunciou que as autoridades israelenses decidiram retirar as acusações contra os dois cidadãos jordanianos que cruzaram a fronteira com Israel no mês passado durante a operação Guardião da Moralha, o Serviço de Segurança Geral disse que “como parte da segurança e interação política entre os dois países, os dois na Jordânia, onde serão julgados.”

Também foi relatado que: “A investigação revelou que os dois planejavam chegar a Jerusalém e realizar um ataque de facadas contra soldados na área da Mesquita de Al-Aqsa.”