Naftali Bennett tenta intermediar a PAZ entre Rússia e Ucrânia

A reunião do primeiro-ministro Naftali Bennett com o presidente russo Vladimir Putin no Kremlin terminou após cerca de três horas. Uma fonte política disse que os dois discutiram, entre outras coisas, a situação dos israelenses e das comunidades judaicas como resultado da guerra na Ucrânia e o andamento das negociações nucleares em Viena. Segundo Gum, Bennett expressou a posição de Israel, que se opõe ao retorno do acordo nuclear com o Irã. A fonte acrescentou que Bennett estava trabalhando em coordenação com os Estados Unidos, Alemanha e França, em diálogo contínuo com a Ucrânia, e que o encontro com Putin ocorreu após uma longa série de conversas que Bennett teve com líderes na semana passada.

Após a reunião com Putin: Bennett falou com o Presidente da Ucrânia

O primeiro-ministro Naftali Bennett conversou com o presidente ucraniano, Vladimir Zalansky, após seu encontro com o presidente russo, Vladimir Putin. No final da reunião de três horas do Kremlin, Bennett partiu para Berlim, onde se encontraria com o chanceler alemão Olaf Schultz. Antes de partir para Moscou, Bennett também conversou com o presidente francês Emanuel Macron.

Oficial ucraniano: Zelsky não ouviu de Bennett nada de novo que pudesse mudar a situação

O gabinete do presidente ucraniano Volodymyr Zalansky estava muito cético sobre as chances de sucesso do primeiro-ministro Naftali Bennett nos esforços de mediação. Após a conversa entre Bennett e Zlansky, o secretário de imprensa Sergei Nikifirov disse que Zalansky estava disposto a se encontrar com Putin – se o presidente russo concordar: “Não poderemos avaliar os resultados da mediação do primeiro-ministro Bennett até que tenhamos uma indicação clara de Bennett ou Putin de concordar com uma reunião.” Nikifirov explicou que Zlansky não tinha ouvido de Bennett nada de novo que pudesse mudar a situação.