Negociações de prisioneiros entre Israel e Gaza são adiadas para o próximo governo

Fontes no Cairo disseram que conversas indiretas entre o Egito e mediadores entre comandantes do Hamas e representantes israelenses em um acordo de troca de prisioneiros chegaram a um “avanço inicial”, mas que isso parecia depender da posse do novo governo em Israel, o libanês jornal noticiou esta manhã (sexta-feira). “Ahbar” que é próximo ao Hezbollah

Fontes observaram que o Hamas informou ao lado egípcio que pode esperar muito tempo, mas não aceitará um acordo a qualquer custo. O Hamas se recusa a vincular o destino do acordo a outras questões. Vários porta-vozes do Hamas enfatizaram nos últimos dias que a organização terrorista insiste na libertação de prisioneiros e se recusa a vincular um acordo para reabilitar a Faixa de Gaza.

De acordo com o relatório libanês, a liderança egípcia concordou com a posição do Hamas e busca avançar uma proposta provisória para persuadir ambos os lados.

Deixe um comentário

dezenove − 19 =