Netanyahu sobre violência em Jerusalém: É uma luta entre a intolerância e a tolerância

O primeiro-ministro Netanyahu refere-se aos motins no Monte do Templo durante o serviço memorial do estado em memória dos judeus etíopes que morreram a caminho de Israel

“É uma luta entre a intolerância e a tolerância, entre a violência desrespeitadora da lei e a lei e a ordem”

Netanyahu continuou:

“Às vezes um lado governava e depois expulsava os outros dois e às vezes eles mudavam e a mesma coisa acontecia. Pode-se dizer na longa história de Jerusalém, que somente sob a soberania israelense desde 1967, testemunhamos um longo, estável e seguro período em que trabalhamos para garantir a liberdade de culto e tolerância para todos. Não é uma tarefa que possamos realizar sem confrontar de vez em quando as mesmas forças da intolerância que querem expropriar nossos direitos, antes de mais nada, nossos direitos, mas não apenas o nosso, o Monte do Templo e os outros lugares sagrados.”

O Primeiro-Ministro acrescentou: “Insistimos em garantir os direitos de todos e isso de vez em quando requer a estabilização e a firmeza que a polícia israelense e nossas forças de segurança estão fazendo atualmente. Nós os apoiamos nesta luta justa. É claro que essas coisas têm uma expressão equivocada, incorreta e enganosa na mídia global. O fim da verdade é para sempre, mas devemos perseverar e dizê-lo novamente. ‘

Fonte: IsraelHayom