Netanyahu transferiu passeata de Jerusalém para próximo governo

Após uma série de reuniões afim de decidir o destino da passeata de Jerusalém que deveria ter ocorrido no dia de Jerusalém mas foi interrompida pelos disparos de mísseis do Hamas, Benjamin Netanyahu resolveu transferir a decisão para o novo governo.

Se o novo governo sob o comando de Naftali Bennett pensou que iria receber tarefas fáceis, está claro que a primeira batata quente já está sendo transferida para ele. Enquanto os esquerdistas que evitar a passeata com a desculpa de evitar conflitos desnecessários, os partidários de Nannett com certeza querem que o evento ocorra, pois a maior parte dos participantes são os judeus nacionalistas que o elegeram. Além disso, os judeus colonos que vivem na Judéia e Samaria.

Se não ocorrer o evento em Jerusalém, o novo governo demonstrará ao Hamas, fraqueza, se ocorrer, Hamas poderá usar como motivo para novos bombardeios contra civis em Israel, esta será a primeira prova de liderança de Naftali Bennett.