Normalização em Israel continua a todo vapor

A cada dia que passa, diminui o número de mortos e de novos contaminados com o Coronavírus no país, o governo está mudando aos poucos as diretrizes para a prevenção da pandemia.

A primeira e importante mudança é que as crianças nas escolas deverão voltar a participar em classes grande ao invés de cápsulas com um número limitado de crianças.

Além disso, o Ministério da Educação declarou que todas as crianças voltarão a fazer as provas em classe ao invés da internet. A pergunta que se faz, é quando as crianças poderão também tirar as máscaras nas escolas, mas o governo ainda não tomou uma decisão definitiva sobre isso.

Hoje as Forças de Defesa de Israel também declararam que em um primeiro passo, o setor de treinamento e ensino do exército vai retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Em um debate no gabinete de combate ao Coronavírus, já foi levado o assunto sobre a retirada das máscaras para a população em geral, mas a decisão não foi aprovada ainda. Tudo indica que em primeiro lugar a obrigatoriedade do uso de máscaras deverá cair em relação ao uso em lugares abertos, onde não existam aglomerações e também em lugares públicos quando somente membros da família estão presentes.

Além disso, o governo já divulgou uma nota dizendo que no Yom Hazikaron, o dia da Memória, todos os cidadãos poderão visitar seus entes queridos nos cemitérios, mesmo sem a necessidade de apresentar o selo verde.

Segundo os dados divulgados nos meios de comunicação em Israel hoje, a economia do país está praticamente voltando a normalização, o único problema é que muitos estão ainda se recusando a voltar ao trabalho, pois preferem receber 70% do salário para ficar em casa.