Suprema Corte rejeitou o recurso invasores palestinos em Jerusalém

A Suprema Corte rejeitou hoje (domingo) o recurso dos residentes palestinos contra a decisão do Tribunal de Magistrados e do Tribunal Distrital de despejá-los de um estacionamento que invadiram no bairro Sheikh Jarrah. Os juízes impuseram aos recorrentes custas judiciais no valor de NIS 18.000.

“Ouvimos os argumentos das partes e revisamos o material. Portanto, o recurso pode ser rejeitado porque não encontramos nenhum motivo para intervir nesta determinação”, escreveram o vice-presidente ministro Neil Handel, ministro Yitzhak Amit e ministro Noam Solberg.

Este é um terreno que controla toda a área e é propriedade do município. Recentemente, moradores palestinos invadiram o local e transformaram o local em um estacionamento que também era usado para atirar pedras e coquetéis molotov na área controlada. A decisão da Suprema Corte confirma a decisão do tribunal distrital e afirma que o local deve ser desocupado pelos invasores palestinos.