Turista russo preso em Israel por falsificação de cartões de crédito

Felizmente este método tão conhecido no Brasil e outros países da América Latina, não é muito comum no país. Mas quando se trata de malandragem, não existe país, origem e nem mesmo alvo. Ainda bem que o individuo já está preso atrás das grades.

Um turista de 42 anos da Rússia foi preso sob suspeita de duplicar cerca de 100 cartões de crédito usando o equipamento de cópia de tarja magnética que ele instalou em caixas eletrônicos, bem como usando câmeras minúsculas para documentar o código secreto e, assim, conseguiu retirar dezenas de milhares de shekels.

Segundo a suspeita, o equipamento também foi instalado nos caixas onde as compras eram feitas com as passagens duplicadas. O suspeito foi detido perto de seu apartamento, após inicialmente se identificar com policiais sob uma identidade falsa e até apresentar um meio de identificação falso.

Uma busca em seu apartamento revelou um laboratório com muitos equipamentos tecnológicos que supostamente são usados ​​para copiar os cartões de crédito, que incluem minúsculas câmeras para documentar o arco do código secreto, computadores e dispositivos de armazenamento digital. Também foram encontrados no apartamento cerca de 100 cartões de crédito duplicados e alguns óculos escuros e chapéus de caixão, que aparentemente tinham a intenção de esconder o rosto do suspeito enquanto cometia os crimes.