Últimas Notícias de Israel, protestos em Tel Aviv, Jerusalém e Haifa

Gantz: “Que todos peguem uma bandeira israelense e um guarda-chuva e venham proteger a democracia”
O presidente do acampamento estadual e ex-ministro da Defesa Benny Gantz, que está a caminho de uma manifestação em Tel Aviv contra a revolução legal do governo, encorajou o público a se manifestar. Gantz escreveu em sua conta no Twitter: “É verdade que está um pouco frio e pode chover. Mas este é o nosso país. Que todos peguem a bandeira de Israel em uma mão, um guarda-chuva na outra e venham proteger a democracia e a lei no Estado de Israel. Isso é importante para nós. Nos encontraremos na praça.”

Estimativas da polícia: cerca de 20.000 manifestantes na praça Bimah

A praça da Praça Bima em Tel Aviv estava cheia de manifestantes quando começou a manifestação contra a reforma legal do governo, e nas ruas próximas – Rothschild, Marmorak, Dizengoff e Chen Boulevard, uma onda de manifestantes foi observada. A polícia estimou que havia cerca de 20.000 manifestantes lá. De acordo com o Movimento pela Qualidade de Governo, dezenas de milhares participam da manifestação.

A manifestação em Jerusalém: a polícia fechou a rua Hanasi ao tráfego de veículos

Cerca de 1.500 pessoas estão protestando em frente à Casa do Presidente em Jerusalém contra a revolução legal do governo. A polícia fechou a Rua Hanasi ao tráfego de veículos. Os manifestantes foram ouvidos gritando “Esquerda e direita prendam Levin”, “Boji acordem a casa está pegando fogo” e “Não daremos uma ditadura ao establishment”.

Após a execução no Irã: a Grã-Bretanha impõe sanções ao procurador-geral

A Grã-Bretanha impôs sanções ao procurador-geral do Irã, após a execução do ex-vice-ministro da Defesa do Irã, Alireza Akbari, que tinha cidadania britânica e foi acusado de espionagem. Isso foi anunciado pelo ministro das Relações Exteriores britânico, James Calverley, que observou que, ao fazer isso, Londres enfatiza o choque da execução. Calverly escreveu no Twitter que “o procurador-geral está no centro do uso da pena de morte por Teerã”. Ao mesmo tempo, o Ministério das Relações Exteriores iraniano convocou o embaixador britânico, pelo que Teerã chamou de “interferência de Londres em nossas questões de segurança nacional”. A informação foi divulgada pela agência de notícias iraniana IRNA.

Dois terroristas abriram fogo de um veículo que passava em uma força IDF perto de Jenin – e foram mortos

As IDF relataram que durante a atividade noturna perto da vila de Jaba, ao sul de Jenin, vários suspeitos atiraram de um veículo que passava contra uma patrulha Harob que respondeu ao fogo. Arma do tipo M-16. O Ministério da Saúde Palestino informou Porque dois jovens, Ezz a-Din Bassem Hamara (24) e Amjad Adnan Khaliliya (23), que pertencem à Jihad Islâmica, foram mortos esta noite por tiros durante confrontos com o IDF. Além disso, foi relatado que a morte do jovem Yazan Samer al-Jabari (19), de Al-Yamon, a oeste de Jenin, foi determinada por seus ferimentos há alguns dias. Não houve baixas entre as forças IDF.

1 comentário em “Últimas Notícias de Israel, protestos em Tel Aviv, Jerusalém e Haifa”

  1. Shalom….nao sou polica procuro conhecer e obedecer as escrituras e Adonai se agrada nos homens q trabalha pra ELE….e tenho respeito. Tds oais te esq e direta tem politica…aqui a direta fez manifestação os da esq uerda se infiltou e perdemos a liberdade de expressao…política e do hom, governo de Adonai e seu Reino q vira com um REI e unguido ELE sera justo e recompensara seus servos q obedece as escrituras. Gantzé oq quiz criar pais palestino com hamas dentro de Israel? Ele é de esq? Ou é o sistema? Aqui falam mto; é o sistema nao entendo….

    Responder

Deixe um comentário