Violência palestina em festa judaica

Os palestinos não perdem a oportunidade de se aproveitarem das festas judaicas para ofenderem o povo de Israel e eliminarem a paz dos judeus. Enquanto durante os feriados muçulmanos nenhum deles é agredido, o contrário é uma realidade completamente diferente. O ódio acirrado desenvolvido pela lavagem cerebral feita por seus líderes, torna a possibilidade de dois estados vivendo em paz, praticamente algo impossível.

Dezenas de encrenqueiros saíram gritando incitamento e quebrando a ordem na área de Shaar Aryot na Cidade Velha de Jerusalém. Mesmo assim as visitas ao Monte do Templo continuam como de costume.

Continuam as tensões no Monte do Templo: Desordeiros dispararam fogos de artifício e atiraram pedras, 2 suspeitos foram presos

Manifestantes que se barricaram em uma mesquita no Monte do Templo durante a noite soltaram fogos de artifício nesta manhã, quando as visitas ao local começaram. Na área de Shaar Aryot, dezenas de manifestantes atiraram pedras nos policiais e gritaram incitação. Dois suspeitos foram presos por suspeita de atirar pedras.

A polícia afirmou que apesar das violações da ordem, neste momento as visitas ao Monte do Templo continuam normalmente, a par das orações dos muçulmanos presentes na zona do Monte: “Não há mudança na prática que existia por muitos anos no Monte do Templo sobre orações muçulmanas ou visitas de israelenses e turistas ao local.”

Fonte: IsraelHayom, YnetNews e Cafetorah.com Fotografia: Miguel Nicolaevsky