Josué e a Conquista da Terra Prometida – Conheça muitos mais lugares bíblicos que ele e o povo de Israel conquistaram

Josué e o Povo de Israel partiram do Vale do Jordão rumo a Conquista da Terra Prometida como parte de nosso programa a Bíblia Viva. Miguel Nicolaevsky traz aqui um documentário detalhado, mostrando os lugares bíblicos, os textos bíblicos e explicações no local de como foi esta história incrível, não perca a oportunidade de saber muito mais sobre esta história.

Há mais de 3200 anos atrás os hebreus chegaram do Egito no Vale do Jordão, cruzando este rio de imensa importância, o Jordão, eles partiram para conquistar a Terra Prometida das mãos dos Cananeus. A saga de Josué e os Hebreus foi registrada a milhares de anos atrás e documentada até mesmo nos manuscritos do Mar Morto, os mais antigos manuscritos da Bíblia que estão bem guardados no Museu de Israel, mas que você pode ver abaixo.

Miguel Nicolaevsky apresenta no vídeo acima uma jornada pelo vale de Ayalon, em português Aijalom, o local da batalha onde segundo as escrituras caíram grandes pedras sobre os cananeus, o que determinou a vitória esmagadora do Povo de Israel de forma milagrosa.

Depois de Avalon nós partimos para a cidade de Gezer, um dos aliados dos cinco reis e o Rei de Jerusalém contra o Povo de Israel, nela mostramos as ruínas dos cananeus e a construção dos Hebreus até a dominação completa no período do Reino Unido de Salomão.

Após a antiga cidade bíblica de Gezer, nossa jornada parte para o Monte Gerizim, local onde foi proclamada a Benção sobre os Filhos de Israel, mostramos a cidade de Siquém, local onde Josué começou a legislar sobre ISRAEL.

Do alto do Monte Gerizim partimos para o Monte Kabir, dali avistamos o local do Altar de Josué sobre o Monte Ebal. Nossa jornada muda de direção, mostramos a região litorânea de Dan que não foi tomada pelos Hebreus e terminamos nossa jornada no Gilgal, local onde estivemos com a Equipe do Jornal da Record, mas delas vez mostramos muito mais detalhes, muito mais imagens, entramos nos detalhes dos indícios arqueológicos, os textos bíblicos sobre Josué e a Conquista da Terra Prometida.

Em nosso outro documentário você poderá ver muitos outros lugares que Josué Conquistou, muitos outros detalhes da Conquista da Terra Santa e por fim, mostraremos detalhadamente o Altar de Josué sobre o Monte Ebal. Para adquirir a versão digital do documentário Nos Passos de Josué II, clique aqui.

 

Para adquirir a versão digital do documentário Nos Passos de Josué II, clique aqui.
A CONQUISTA da TERRA PROMETIDA recebe um novo significado nos dias de hoje, com uma mais polêmicas e interessante descoberta da arqueologia bíblica: a equipe de pesquisadores da Universidade de Haifa revelou a prova até agora, da mais antiga presença de Israel na Terra de Israel, usando descobertas realizadas no vale do Jordão que formavam uma grande pegada. A forma dos acampamentos dos israelitas construíram a “ferramenta” pela qual conquistaram e colonizaram a indicam a ideia da possessão da terra, os acampamentos dos israelitas.

Os acampamentos israelitas em forma de gigantescas pegadas foram encontradas no vale do Jordão são os primeiros locais construídos pelo povo de Israel com sua entrada em Canaã, e que atestam a noção bíblica de propriedade de terras por pegadas, “todo o lugar que pisar a palma dos seus pés”, disse o arqueólogo e Professor Adam (Adão) Zertal Universidade de Haifa, que liderou a equipe de escavação.

A exposição é extremamente emocionante mostrando o período de acordo com a entrada e conquista de Israel em sua terra, cerca de 200 anos antes da época do rei Davi e Salomão. Primeiramente, os acampamentos foram identificados com
rodas bíblica usados na convergência, ritual de batalha e de saída.

As pegadas gigantes estavam concentradas no vale do Jordão e se dirigiram as montanhas, e até agora não havia qualquer identificação arqueológica. As descobertas foram feitas em escavações em 2008-1990 em parte do Vale do Jordão, Leste do monte Menashe(manassés), cinco acampamentos formam um pé humano. Todos os acampamentos foram estabelecidos na idade do Ferro (12-13 aC), e de acordo com seu tamanho e forma do curso não eram pegadas de animais, mas as pessoas reunidas.

Dois locais (mão-Z A – Shaab Yafit) foram escavados em 2005-2002, sob a direcção do Dr. Dror Ben – e sob a orientação do Prof. Yosef. Resultados, principalmente de cerâmicas e ossos de animais, indicam que os locais foram fundads no final do século 13 aC e a existência durou até 8-9 séculos aC, sem mudanças arquitetônicas.

 

Oficiais da apropriação do território

Esta é a primeira evidência para a existência de Israel na Palestina. Prof Zertal salientou as pegadas são muito importante, sobretudo como um símbolo da apropriação do território, o controle da dominação geral com a presença divina.

Ao datar a cerâmica encontrada nos acampamentos, uma vez que essa cultura só era conhecida até agora no território de Jerusalém(Sião) na Bíblia e adoração em
em outra parte, a hipótese convencional é que os seus atos de Israel, apesar do
momento em que os acampamentos foram construídos, os investigadores determinaram que eram semelhantes ao do templo de Jerusalém em sua forma.

Na literatura do Egito antigo para recuperar essas expressões. Passos(Forma do Pé) em todos os significados da cultura antiga, significaria especialmente como uma expressão da presença divina. Escritura tem uma rica expressão da importância da palma do pé: a posse de Canaã, a ligação entre o símbolo de Israel a sua promessa de herdar a terra prometida, derrotar os inimigos sob a palma do pé no templo, a pé.

A descoberta também recebe um significado especial na Páscoa: “A descoberta abre acampamentos de pés como novo conjunto de entendimentos linguísticos e históricos, salienta o Prof Zertal, devem indicar claramente a “onda” é bíblico “liberdade” para aumentar o território, termo Cshmkor peregrinação “é sobre o pé do vale do Jordão. “Agora, na sequência das conclusões, tornou-se claro o significado dos termos. Identificação de pé acampamentos o antigo ritual dos israelitas dá uma série de novas possibilidades para explicar o início de Israel como povo “.

Segundo os acampamentos em forma de “pé”, utilizado como um cerimonial na Idade do Ferro. Com a centralização de Jerusalém e consolidação religiosa no mandamento da Torá de “peregrinação a Jerusalém, a partir dos acampamentos descobertos no vale do Jordão e Monte Ebal. “O texto bíblico é um testemunho
claro do culto israelita nos acampamentos em forma de pegadas que foram estabelecidas pela comunidade organizado com uma liderança central “, disse o professor Zertal.

 

Repostagem da Conquista da Terra Prometida com entrevista de Miguel Nicolaevsky para o Jornal Rede Record

Os comentários estão encerrado.