Masada, a última resistência judaica no primeiro século

Masada (Lê-se Massada ou Metsadáh em Hebraico) é um dos locais mais visitados em todo Israel, atraindo turistas do Mundo inteiro querendo conhecer o últimos refúgio dos Judeus antes da longa diáspora imposta pelos romanos. O Parque Nacional de Massada é Patrimônio Mundial da UNESCO, esta montanha e sítio arqueológico se tornaram um símbolo de liberdade, determinação e heroísmo.

MUSEU DO PARQUE NACIONAL DE MASADA

A Antiga Fortaleza de Massada foi construída pelo rei Herodes o Grande em cima de um platô natural com vista para o Mar Morto, que foi declarado Património Mundial pela UNESCO no ano de 2001. Em Massada foram cidados na lista da UNESCO vários aspectos de valor universal Masada: O local preserva um grande aspecto de uma vila romana do primeiro século, ruínas mais completas do sistema e forma de cerco romano no mundo, e conta a história dos trágicos eventos que levaram ao último capítulo da Primeira Grande Revolta dos judeus contra os romanos – a última resistência que se tornou um símbolo pela luta pela liberdade da opressão.

Documentário em Vídeo Completo Sobre Masada

MASSADA DE HERODES

Herodes o Grande é conhecido como o construtor de Massada. O planalto é natural com atributos defensivos e penhascos verticais cerca de 400 metros acima do Mar

Morto com cerca de 400X600 metros quadrados não foram suficientes para o o rei e construtor. Mas ele também viu o local como área de conforto e ideal para a construção de palácios grandes e pequenos, um balneário, armazéns de alimentos e bebidas e muitas outras comodidades e instalações impressionantes.

O Palácio do Norte é a estrutura mais impressionante de Massada, construída sobre o precipício norte como se estivesse pendurado sobre o abismo. Ele é construído sobre três terraços de pedra, cada um contendo quartos grandes e apoiados por gigantescas paredes de retenção para expandir o seu tamanho. Os quartos no nível superior tinham uma varanda semicircular que revelava magníficas vistas ao seu redor, especialmente Ein Gedi ao norte, o Mar Morto e as montanhas de Moabe a leste. Uma escadaria levava para o nível médio que suportava um grande salão redondo, rodeado por uma série de colunas que se estendiam quase até o precipício. No terraço baixo havia uma outra sala grande, com colunas enfeitadas com pinturas murais espetaculares, e uma casa de banhos privativos para os moradores do palácio.

Herodes também construiu uma grande casa de banhos no alto do platô para os outros habitantes de Massada.

No topo da montanha, o Rei Herodes construiu 29 despensas, cada uma 27 metros de comprimento. Escavações arqueológicas alí revelaram centenas de potes de barro que podiam armazenar enormes quantidades de comida. Herodes também construiu 12 cisternas gigantes na montanha para coletar água da chuva; elas tinham uma capacidade de cerca de 40.000 metros cúbicos, o suficiente para o abastecer de água todas as necessidades dos habitantes, desde água para beber, enchem uma piscina pública, saunas e manter a agricultura. Desta forma, em uma rara combinação de condições naturais e iniciativa humana, Massada tornou-se uma fortaleza quase inexpugnável.

MASSADA DOS REBELDES

Apesar das amplas provas da grandeza e excelência de Massada, parece que a maioria dos móveis e os objetos foram deixados pelos humildes rebeldes judeus, o que tornou possível reconstruir o fim da Grande Revolta.

Depois que os rebeldes assumiram Massada, eles transformaram os palácios em seus postos de comando como edifícios públicos. Um edifício perto da parede norte, que nos dias de Herodes tinha sido um estábulo, foi transformada em uma sinagoga, pelo fato to templo ainda existir, ete lugar é considerado como uma das primeiras sinagogas em todo o mundo. Os rebeldes também construiu dois banhos de imersão para ritual da purificação, da forma com que era exigida segundo a lei judaica.

Os rebeldes viveram principalmente em salas nas trincheiras, como demonstram os fogões, nichos para armazenamento de alimentos e outros achados da vida cotidiana que se revelou no local. Vestes e acessórios, cestas, utensílios domésticos e outros itens foram encontrados nos montes de cinzas, aparentemente queimados intencionalmente por seus proprietários de forma a não deixar nada nas mãos de seus inimigos, os romanos.

Em Massada foram encontradas mais de 5.000 moedas, principalmente cunhadas pelos próprios rebeldes. O

destaque especial são para as moedas de prata com a menção “Shekel de Israel” e “Jerusalém, a Santa Sé”, com letras correspondentes a cada um dos cinco anos da rebelião. Alguns pergaminhos foram descobertos, juntamente com mais de 700 ostraca (fragmentos com inscrições).

Centenas de grandes pedras em forma de bolas para catapultas foram disparadas contra a fortaleza pelos romanos e foram encontradas no topo do planalto, atestando a batalha furiosa entre os rebeldes e as forças do inimigo imperial. Grandes pedras foram roladas, provavelmente utilizadas pelos rebeldes como munição, e esqueletos de guerreiros que aparentemente cometeram suicídio ao invés de se entregarem a escravidão romana, foram encontrados em vários locais da fortaleza.

As ruínas do cerco romano em Massada são um dos exemplos mais completos no mundo de como eram feitos os cercos. Os acampamentos romanos, a parede de cerco e rampa de cerco são claramente visíveis a partir do topo do planalto. A parede do cerco que circundou a base de Massada é de dois quilômetros de extensão e dois metros

de espessura. A extensão do cerco romano pode ser considerada surpreendente, levando em conta o fato de que eles foram feitos para combater a resistência de apenas 960 homens, mulheres e crianças, fato que demonstra a determinação dos rebeldes para resistir ao poder do conquistador.

CONSERVAÇÃO DE MASADA

A Autoridade dos Parques e Reservas Nacionais investiu grandes recursos em conservação em Massada, assistidos e apoiados por especialistas mundialmente renomados. O trabalho incluiu a reconstrução dos muros desmoronados e a reconstrução e restauração de edifícios – realizada com materiais autênticos. A utilização de tais materiais é particularmente importante quando se trata de afrescos, mosaicos e outros elementos artísticos.

Vias de acesso ao topo de Masada

  • O topo do platô pode ser alcançado por teleférico do lado do mar Morto, ou por dois caminhos:
  • A trilha da rampa – uma trilha íngreme, mas relativamente curta que sobe a partir do estacionamento oeste (acesso por uma estrada que passa pela cidade de Arad). Leva cerca de 20 minutos para subir, e tem um desnível de cerca de 100 metros. Esta trilha foi criada por monges bizantinos.
  • O Caminho da Serpente – uma trilha mais longa, com um desnível de cerca de 350 metros, subindo a partir do estacionamento leste de Massada. Demora cerca de 45 minutos para subir.
  • O caminho da serpente abre cerca de uma hora antes do nascer do sol, e é fechado em condições climáticas extremas.

Som e Luz em Masada

Pode-se vem um show sonoro e de luzes no lado ocidental da montanha que conta a história dos dias dos rebelião no passado em Massada. Ele ocorre de março a outubro ás terça-feiras e quinta-feiras. As pessoas podem assistir ao show sem reservas, grupos de mais de 30 participantes devem reservar com antecedência.

Entrada para o show de luz e som:

45 shekels para adultos, crianças 35 shekels
Central de reservas: 08-995-5052 ou telefone 08-995-9333.

Os espectadores devem chegar para o show de luz e som, pelo menos, 30 minutos antes do show começar. Os carros têm acesso através da estrada Arad-Massada (do oeste) e a viagem leva aproximadamente 25 minutos.

O show é simultaneamente traduzido em Inglês, russo, francês, espanhol e alemão através de fones de ouvido que podem ser alugados no local.

CAMPING NOTURNO em Masada

No local está disponível camping noturno para grupos com reserva prévia no local do show de som e luz. As instalações incluem uma grande tenda e áreas onde barracas menores podem ser montadas, bem como banheiros, chuveiros, e equipamentos de cozinha e churrasco. O local é ideal para atividades de grupo e eventos.

Para reservar o espaço no acampamento durante a noite, ligue 08-628-0404, ext. 3 (Shavit). Fax: 08-627-6853.

ÁUDIO-GUIA EM MASSADA

A Autoridade Nacional dos Parque e Resevas Naturais e Antena Áudio e Visions Gênesis têm o orgulho de apresentar um guia-áudio para Massada. Usando ele, você pode passear no sítio arqueológico e ouvir a história emocionante do local, incluindo todas as informações. O guia-audio permite que você selecione a informação para ouvir (incluindo o “quarto do rei, fofocas e política de 2.000 anos atrás) de acordo com seus interesses e seu próprio ritmo. A explicação também inclui a trilha sonora do musical “Massada” com efeitos sonoros e histórias contadas pelos arqueólogos que escavaram o local.

ORIENTADOR PARA OS DEFICIENTES AUDITIVOS em Masada

Um fone de ouvido com um T-hook-up link está disponível com os funcionários do parque. Os ingressos para o guia-audio podem ser comprados nas cabines do caixa. O tour está disponível em hebraico, Inglês, Francês e Alemão e inclui fones de ouvido para a visita ao Museu de Massada Yigal Yadin. O serviço é prestado pela Antena Áudio em cooperação com Gênesis Vision.

O MUSEU YIGAEL YADIN em MASADA

Em maio de 2007 um novo museu abriu em Massada apresentando descobertas arqueológicas impressionantes feitas no local pela expedição da Universidade Hebraica de Jerusalém, dirigida pelo falecido Prof Yigael Yadin. A exibição especial e inovadora no museu foi planejado com o apoio de Gila Hurvitz, diretor do museu do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém e Eliav Nahlieli – designer e produtor.

A exibição reúne achados das escavações e um cenário teatral concebido com as explicações que os visitantes ouvem através de um fone de ouvido. Para apresentar a história de Massada, no seu contexto histórico – os processos políticos e militares que moldaram o período – os achados são organizados em torno de três principais pontos focais: Herodes, os rebeldes e o exército romano.

O museu é dividido em nove espaços por conteúdo arqueológico e histórico. Possui cenas tridimensionais, figuras esculpidas, elementos arquitectónicos, chão e paredes, tudo feito para tornar um tanto quanto possível a visita a uma volta no tempo, em tons de cinza escuro e

preto. Iluminação mínima transforma o cenário em uma “presença ausênte”, que desaparece na escuridão e enfatiza ângulos dramáticos, enquanto os achados arqueológicos são iluminadas e acompanhada de explicações por escrito.

A estreita relação entre os achados arqueológicos e o cenário se manifesta em cada espaço. Por exemplo, uma mesa de pedra com pratos magníficos são exibidos com inscrições em ânforas descrevendo os tipos especiais de comida e vinho, num contexto de um banquete feito por Herodes. Em outro espaço, retratando os rebeldes em câmaras de guarnição, panelas simples são exibidas juntamente com os restos de roupas, cestos de palha, pincéis e inscrições em hebraico mostrando a vida cotidiana.

Inscrições em latim e outros itens ligados ao exército romano são apresentados em outro espaço em uma cena que descreve um acampamento militar da Décima Legião Romana que cercaram Massada na época da revolta.

As explicações aos visitantes são através de seus fones de ouvido conectando-os ao cenário e transmitindo a sensação de que os visitantes são os confidentes do narrador que os acompanha como a história se desenrola. Em primeiro lugar é uma saga histórica que chegou até nós através dos escritos de Flávio Josefo, que os visitantes encontram quando começam a sua experiência de museu. Eles descobrem vários episódios, no reinado de Herodes o construtor de Masada, passando adiante para o período da Primeira Grande Revolta contra os romanos quando os rebeldes vivia na fortaleza e terminando com o cerco romano, a queda de Massada.

O último espaço foi inteiramente dedicado as escavações de Massada pelo Prof Yigael Yadin e conclui uma fascinante história de Massada, que começa com o cronista e termina com a escavação. Fones de ouvido devem ser alugados para visitar o museu. Eles são equipados com um T-hookup link para deficientes auditivos fornecidos por funcionários do museu.

Os fones para o museu também estão juntos aos caixas principais. As narrações estão disponíveis em Hebraico e

Inglês. A taxa de aluguel são de 20 shekels inclui o aluguel do fone de ouvido para a visita guiada no topo da montanha.

Telefone: 08-658-4207 / 8 Email: [email protected] Entrada: 20 shekels

Como chegar em Masada

Massada está localizada a aproximadamente 18 quilômetros ao sul de En-Gedi e 12 km ao norte de En Bokek. O teleférico é no lado leste (Mar Morto) do sítio arqueológico. O acesso ao espetáculo de som e luz por veículo é somente pelo lado da cidade de Arad.

Não perca: O Museu Yigal Yadin Masada

Horários: Abril a Set. 8:00-17:00 Out. a Março 8:00-16:00 Sextas-feiras e vésperas de feriado, abre uma hora mais cedo do que anteriormente. Bondinho a cada hora: Sáb- Qui.: 8:00-16:00, sexta-feira e vésperas de feriado 8:00- 14:00, véspera do Yom Kippur 8:00-12:00.

Última entrada uma hora antes da hora do fechamento

Telefone: 08-658-4207 / 8
Central de Reservas para o show: 08-995-9333 Entrada: Eastern side (Entrada, museu e teleférico) Adultos: 67 shekels; criança: 38 shekels
Idoso israelense: 38 shekels
Entrada pelo Caminho da Serpente:
Adultos: 25 shekels. Crianças: 13 shekels
Idoso israelense: 13
Combinação parque (Entrada e teleférico)
Adultos: 49 shekels; Crianças: 26 shekels
Idoso israelense: 26 shekels
Teleférico somente ida(ou volta): Adulto 24 shekels Crianças 13 shekels.

Atenção, os valores podem ter uma pequena variação.

Os comentários estão encerrado.